Sintomas da MenopausaComo sobreviver a este período, como saber se já estou entrando na menopausa?
​Quais os pilares de uma menopausa feliz. Todas tem que fazer reposição hormonal?

Primeiro vamos definir menopausa.
Menopausa é um evento, é a última menstruação. Climatério é um período que se inicia antes da menopausa e após a menopausa. Só que o uso do termo menopausa ficou sendo usado como sinônimo de climatério.
A menopausa ocorre a partir dos 40 anos, se ocorrer antes temos a menopausa precoce. Perto do período da menopausa ocorre uma queda dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários (estrogenos, progesterona e testosterona). Os sintomas começam com uma irregularidade menstrual com mudanças no fluxo e períodos da menstruação. As ondas de calor características, uma diminuição da libido, alterações emocionais como irritabilidade e depressão. Alterações do sono, principalmente causado pelas ondas de calor. Ressecamento vaginal, pele seca e sensação de estar envelhecendo muito rápido.
O diagnóstico é feito através dos exames de sangue e é muito importante afastar a possibilidade de uma gravidez. Já tive 3 pacientes que vieram tratar a menopausa e estavam grávidas!!
Na maioria das pacientes, os sintomas são leves e não exigem tratamento. Em outras mulheres temos sintomas que interferem muito da qualidade de vida e com a reposição hormonal ouço muito a frase: “Sou outra mulher” A reposição hormonal deve ser feita preferencialmente com os hormônios isomoleculares ( bioidênticos, leia o blog sobre eles), pois são mais fisiológicos e mais próximos aos naturais.
Os hormônios podem ser dados por via transdérmica, via oral, via vaginal ou através de implantes.
Um grande receio das pacientes em fazer a reposição hormonal reside na possibilidade de desenvolver câncer de mama. Um ganho de peso entre os 30-40 anos de idade, principalmente perto da menopausa, constitui um risco adicional de câncer de mama. A obesidade oferece maior perigo que a reposição hormonal na incidência do câncer de mama além disso, a reposição diminui a incidência de doenças cardíacas nas mulheres menopausadas..
Outro grande receio é o ganho de peso com a reposição hormonal, entretanto, a maioria dos estudos mostra o
contrário: as usuárias ganham menos peso e gordura corporal que as não usuárias.
Por isso além da reposição hormonal é importante uma mudança no estilo de vida com uma alimentação mais equilibrada, um sono de qualidade e uma atividade física moderada, além claro de parar de fumar.
A reposição hormonal deve ser individualizada, avaliando-se os riscos para cada caso no que diz respeito ao
tipo de estrogênio e progestagênio, dose, via de administração e a duração do tratamento. Por isso, a importância de um profissional experiente no acompanhamento.

Em caso de dúvida procure Dr José Albino Médico Endocrinologista em Florianópolis.
Santa Catarina